sábado, 28 de junho de 2014

Excerto 4 Capítulo I

... _ Primeiro ele não é raptor, é perseguidor, o que não deixa de ser assustador. Segundo, não sei quem é, não dá para perceber e terceiro, não falemos disto por favor.
É tudo tão estranho! O pesadelo é sempre o mesmo e sempre tão real. Não consigo perceber o porquê. Na realidade não me assusta, pois não passa  de um mero pesadelo, contudo deixa-me tão exausta.
_ Desculpa fofa. E estás desculpada também, pelo teu mau feitio.
_ Em minha defesa, eu não tenho assim tão mau feitio.
_ Erro meu! - Como viu que não reagi, acrescentou. - Caso não tenhas percebido estou a gozar, tens mesmo mau feitio, só te aturo porque... Porque é que te aturo já agora? Nem eu própria sei, tenho de admitir que só posso estar tolinha.
_ Ou então adoras-me.
_ Também. - Saiu-lhe sem ela pensar. - Oh! Não era nada disto que eu ia dizer.
_ Agora não tens como remediar. - Ri-me para ela.
Só a Raquel é que me conseguia suportar e pôr-me bem-disposta, mesmo nos dias em que consigo tornar tudo num inferno. A campainha tocou, são 8h30 da manhã  e a primeira aula que vamos ter é matemática com o professor Bernardo. Fui a cantarolar "tu adoras-me" todo o caminho até chegarmos à sala 14. Como sempre, o professor já lá dentro com a porta aberta à espera que a turma chegasse. Fechou-a depois da maioria ter entrado.
_ Bom dia turma. Tenho uma adivinha para vocês, quem acertar tem folga nos trabalhos de casa.
_ Tenho de acertar. - Afirmou a Raquel.
_ Qual é a coisa qual é ela, que ando a prometer à muito tempo e que prometido é devido?
_ Um teste. - Respondeu um rapaz ao canto da sala.
_ Exactamente. Vão fazer um teste e conta para nota.
Toda a turma começou a reclamar, obviamente que ninguém gosta de um teste-surpresa, muito menos quando conta para nota. Eu e a Raquel sentamo-nos sempre juntas, ela arrastou a cadeira para mais perto de mim e sussurrou-me:
_ Espero que tenhas estudado, ou que pelo menos saibas alguma coisa, porque eu não sei nada.
_ Eu não estudei nada Quéli! O professor apanhou-nos de surpresa a todos, literalmente. Seja o que Deus quiser.
- A mim, nem Deus me safa, sou um Zero à esquerda a matemática. Estou tão tramada.
            Enquanto o professor entregava os testes, repreendeu-nos:
- Meninas lamento estar a interromper a vossa interessantíssima conversa, mas estou a entregar os testes e não querem que anule o vosso, pois não?
- Não professor. - Dissemos em uníssono.
            Já só se ouviam as canetas a escrever e passados uns cinco minutos, ouviu-se bater à porta. O professor foi abri-la.

- Quanto queres apostar que é ele. - Comentei baixinho... (Continua)


_ First ... it is not raptor, is stalker, which is nonetheless daunting. Second, I don't know who is, I can't realize and third, we don't speak of it please. 
It's all so strange! The nightmare is always the same and always so real. I can't understand why. Not really scares me, because no more than a mere nightmare, yet leaves me so exhausted. 
_ Sorry sweety. And you're also excused, for your temper. 
_ In my defense, I'm not that bad temper. 
_ My mistake! - As he saw that I didn't react, she added. - In case you haven't noticed I'm kidding, you really have a bad temper, just put up with you because ... Why put up with you anyway? Neither myself know, I have to admit that I can just be silly girl. 
_ Or you love me. 
_ Also. - She left her without her thinking. - Oh! There was nothing I could say it. 
_ Now you don't how to remedy. - I laughed at her. 
Only Rachel is that she could support me and put me in a good mood, even on days when I can make everything a hell. The doorbell rang, are 8:30 am and the first lesson is that we will have math with Professor Bernardo. Went to hum "you adore me" all the way until we got to the room 14. As always, Professor already inside with the door open waiting for the class arrived. Closed it after most have gone. 
_ Good day class. I have a riddle for you, who have set off with homework. 
_ I have to hit. - she said. 
_ What is the thing which it is, I've been promising for a long time and that promise is a promise? 
_ A test. - And one guy in the corner of the room. 
_ Exactly. Go take a test and account for note. 
The whole class started complaining, obviously nobody likes a pop quiz, much less when it counts to note. Rachel and I sat down together forever, she dragged his chair closer to me and whispered to me: 
_ I hope you have studied, or at least to know something, because I know nothing. 
_ I have not studied anything Queli! The teacher caught us all by surprise, literally. Be what God wants. 
- To me, neither God safe me, I'm a Zero left the math. I'm so contrived. 
             While the professor handed the tests, scolded us: 
- Sorry girls be interrupting your conversation interesting, but I am to deliver the tests and do not want to annul your, did you? 
- Not a teacher. - We said in unison. 
             Have only heard the pens to write and passed about five minutes was heard knocking. The teacher was open. 
- How much you want to bet that he is. - Commented softly... (Continue)

20 comentários:

  1. Olá.

    Gostei deste trecho. Você terminou com um gancho interessante para o próximo post.

    Beijos!

    http://ymaia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Ygo Maia :) E espero que goste do próximo também.

      Beijos

      Eliminar
  2. Quem era??? Você gosta de me deixar ansiosa! hahaha
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  3. Cada vez gostando mais da historia

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem Denise, espero não a desiludir :)

      Beijos

      Eliminar
  4. Não conhecia a história, mas irei dar uma olhada nos outros capítulos. Este me deixou bem curioso, quem era eimmm???

    Curti muito o blog, estou seguindo!
    Se puder retribuir, ficarei grato.
    www.booksever.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que gostou Filipe :) depois diga-me o que achou dos outros excertos. Continue visitando.

      Beijos

      Eliminar
  5. Cada vez melhor
    Recomendo que você leia esse post aqui http://migre.me/jVjdJ
    Ele vai te ensinar como tirar Verificação de palavras do comentário

    Já estou seguindo *~

    Beijos
    |•| http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Angela :) Continue a aparecer

      Beijos

      Eliminar
  6. Gostei do seu blog , vou me inscrever .
    Beijos ,
    http://luaeseuslivros.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que gostou Luana :) Será sempre bem vinda.

      Beijos

      Eliminar
  7. Fiquei curiosa com a história. Quando vai lançar o próximo??

    http://passaro-de-inverno.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez no próximo domingo publique o excerto seguinte :)

      Beijos

      Eliminar
  8. Uhuuu cada dia melhor! Amando acompanhar!

    Tem promoção no blog valendo um kindle!!!
    http://resenhasteen.blogspot.com.br/2014/06/que-golaco-na-copa-e-bola-no-pe-e.html

    E se você puder comentar nessa resenha ajudaria muito:
    http://resenhasteen.blogspot.com.br/2014/06/roleta-russa.html

    Bjs, Nay =D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Naylane :) ainda bem que gostou. E já deixei comentário.

      Beijos

      Eliminar
  9. Porque você não faz um livro?
    Seus textos são ótimas e eu já estou viciada neles.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Bruna e eu fiz um livro o que eu vos estou a mostrar são partes do 1º Capítulo. Só que cá em Portugal é bastante difícil publicar um livro, por isso recorri ao blog :) e ainda bem que o fiz porque assim conheci-vos a vocês. Ainda bem que gosta Bruna :)

      Beijos

      Eliminar
  10. Fiquei curiosa quem bateu na porta

    momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderEliminar